A visão de 2 blogueiros sobre a Copa
   DEFINIDOS OS GRUPOS PARA O MUNDIAL 2006

Por Cássio Bida de Araújo

 

Na última sexta-feira em Leipzig, na Alemanha, foram definidas as chaves para a Copa do Mundo de 2006.

 

As regras para o sorteio foram as seguintes: Alemanha e Brasil seriam cabeças de chave dos grupos A e F respectivamente. Os outros cabeças foram definidos três dias antes, na mesma cidade alemã. Foram eles: Argentina, Itália, Inglaterra, Espanha, França e, a grande surpresa na lista, México. A definição dos cabeças foi baseada na colocação das seleções nos três últimos mundiais e nos três últimos anos no Ranking da Fifa.

 

Uma vez definido quem encabeçaria os grupos, foi assim distribuída a ordem dos potes para o sorteio: no primeiro ficaram os países africanos (Togo, Angola, Costa do Marfim, Tunísia e Gana), os sul-americanos (Paraguai e Equador) e a Austrália. No segundo os oito melhores países europeus (Suécia, Croácia, Holanda, Suíça, Polônia, Portugal, República Checa e Ucrânia). No terceiro e último ficaram os países asiáticos (Japão, Coréia do Sul, Arábia Saudita e Irã), os países da CONCACAF (Estados Unidos, Trinidad e Tobago e Costa Rica) e Sérvia e Montenegro, pior entre os europeus.

 

Depois de explicar e definir a ordem dos potes, segue abaixo como ficaram compostos os grupos para o mundial 2006:

 

GRUPO A

ALEMANHA

COSTA RICA

POLÔNIA

EQUADOR

 

GRUPO B

INGLATERRA

PARAGUAI

TRINIDAD E TOBAGO

SUÉCIA

 

GRUPO C

ARGENTINA

COSTA DO MARFIM

SÉRVIA E MONTENEGRO

HOLANDA

 

GRUPO D

MÉXICO

IRÃ

ANGOLA

PORTUGAL

 

GRUPO E

ITÁLIA

GANA

ESTADOS UNIDOS

REPÚBLICA CHECA

 

GRUPO F

BRASIL

CROÁCIA

AUSTRÁLIA

JAPÃO

 

GRUPO G

FRANÇA

SUÍÇA

CORÉIA DO SUL

TOGO

 

GRUPO H

ESPANHA

UCRÂNIA

TUNÍSIA

ARÁBIA SAUDITA

 

Agora que já se definiram os grupos é só esperar pelo início da competição. Façam seus bolões e apostas, pois a Copa, agora sim, começou pra valer!!



Escrito por Equipe Copa a Sério às 23h28
[] [envie esta mensagem]


 
   SERÁ A COPA DAS ZEBRAS OU A COPA DAS INTERROGAÇÕES?

Por Cássio Bida de Araújo

Enfim, estão definidas as 32 participantes da maior festa do futebol mundial. Ontem o mundo conheceu os últimos cinco classificados para a Copa do Mundo que acontecerá no ano que vem na Alemanha. Pelo andar da carruagem ou, como diria Sílvio Luís, pelo cheiro da mortadela essa Copa promete. Não tanto em emoção, como aliás é típico desse torneio. O que mais vem trazendo dúvidas, pelo menos aos meus olhos, é o que tantas seleções estreantes podem vir a oferecer para o mundial. Para se ter uma idéia, um quarto dos participantes vão disputar pela primeira vez uma Copa do Mundo. Sejam eles estreantes de fato, ou países que se separaram e acabaram mudando de nome.

Quando as Eliminatórias começaram, no ritmo que as coisas iam, parecia que o mundial de 2006 seria recheado de seleções tradicionais, com peso na camisa, trazendo brilho ao torneio e tornando-o um dos mais disputados dos últimos tempos. No entanto, a medida que os torneios classificatórios para o mundial foram evoluindo, muitas surpresas foram acontecendo. As maiores delas, vindas do continente africano que classificou nada mais, nada menos, que quatro estreantes para o mundial. Dois deles sem a mínima expressão, caso de Togo e Angola. Os togoleses eliminaram ninguém menos que o Senegal, sensação do último mundial na Ásia. Já Angola só foi à Copa do Mundo porque venceu no primeiro turno a Nigéria por 1 a 0. Ambos terminaram empatados na pontuação e tiveram campanhas idênticas. Se o primeiro critério de desempate fosse o saldo de gols, a Nigéria estaria na Copa, e não Angola. Mas enfim...

Jogador angolano, à direita, disputa lance em amistoso contra o Japão. O que esperar de Angola e da África neste mundial? (Foto: Página oficial da Copa 2006)

Incompetência pior foi a de Camarões. Com a vaga praticamente assegurada, dependendo apenas de suas forças, tropeça no Egito em casa, perde um pênalti aos CINQÜENTA MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO e dá a vaga "de presente" para a Costa do Marfim. O resultado privou-nos de ver o camaronês Eto’O dando show em gramados alemães. Resta como consolo ver Drogba, craque do Chelsea da Inglaterra, brilhar pela Costa do Marfim. Ah, não vamos esquecer de Gana que eliminou a insossa África do Sul, sede do próximo mundial. Os ganeses têm tradição em seleções de base, como as sub-15 e sub-17. Vamos ver se com os profissionais eles irão obter sucesso como nas categorias menores.

Como se não bastassem as incógnitas africanas, vem aí Trinidad e Tobago. O menor país do mundo a disputar a competição. Não acompanho muito o futebol da CONCACAF, mas alguém pode me informar como essa seleção joga? Quais são os seus craques? Essa é uma interrogação que pode vir a preocupar, embora não acredito que passem da primeira fase.

Jogadores de Trinidad e Tobago comemorando a classificação contra o Bahrein. Será que eles vão ter o que comemorar na Alemanha? (Foto: Página oficial da Copa 2006)

Minha maior expectativa, no entanto, está no continente europeu. Principalmente pelo futebol da República Checa. Sempre figurando entre os 10 melhores do ranking da FIFA, os checos nunca tiveram a oportunidade de mostrarem seu talento numa Copa do Mundo. 2006 será a grande chance da geração de Pavel Nedved, Milan Baros, Tomas Rosicky, Peter Cech entre outros craques levarem os checos a um lugar digno na história das Copas. Espera-se muito dessa seleção.

Nedved agradecendo aos céus pela tão sonhada classificação Checa. Olho neles!!! (Foto: Página oficial da Copa 2006)

Bem como eu espero da Ucrânia. Não tanto pela minha pequena descendência, mas apenas por um jogador: Andry Schevchenko, craque matador do Milan. Não tenho idéia de como seja o conjunto ucraniano, mas por serem os primeiros europeus a conseguirem classificação para o mundial, não devem ser desprezados.

Sérvia e Montenegro encerra a lista de estreantes. Herdando o futebol da antiga Iugoslávia, alguns chamam esse país de o Brasil da Europa. Salvo suas limitações, é claro. Não acredito que os sérvios possam assustar. Dependendo da chave em que caírem, podem passar da primeira fase.

Enfim, tantos que estréiam, a Holanda que, para o bem do espetáculo, está de volta e tantos que não vão. O Uruguai decepcionou minhas maiores apostas. Não que eu quisesse ver os uruguaios no mundial, mas esperava que a classificação dos sul-americanos fosse barbada. Bem como a ida da Turquia para o mundial. O final da partida foi vergonhoso, com uma briga generalizada. Em compensação, a partida foi de tirar o fôlego! Ambas as seleções brigando pela vaga até o último minuto. Um espetáculo digno de Copa do Mundo. Pena que o final não tenha sido tão digno assim. Não sei porque, mas acho que já comecei a pegar ódio da Suíça.

Schwarzer (de frente), goleiro australiano, defendendo o pênalti cobrado por Zalayeta (de costas), do Uruguai, e selando a classificação dos australianos ao mundial. (Foto: Página oficial da Copa 2006)

Enfim, oito estreantes para oito grupos. Não sei se estou me precipitando com tantas dúvidas e expectativas em cima dessas seleções, sendo que nem sei se algumas delas (leia-se Togo, Angola e Trinidad e Tobago) passarão da primeira fase. Favoritos ao título? Os de sempre: Brasil, Argentina, Alemanha, Inglaterra, Itália (não necessariamente nessa ordem). Candidatos a surpresas? Zebras? Azarões? Quem vai ser o artilheiro? Quem vai mais longe? Quem vai ficar pelo caminho?

Suíços comemorando um dos gols contra a Turquia. (Foto: Página Oficial da Copa 2006)

Não quero manifestar palpites agora, até porque a hora não é das mais oportunas. Sempre que palpito antes do sorteio, não consigo lograr êxito. Portanto, só posso fazer uma análise mais apurada dessa maluquice toda depois do dia 09 de dezembro (mais precisamente dia 12) quando terei em mãos os grupos e prováveis emparceiramentos para as fases seguintes do mundial. Uma coisa é certa: a festa já está pronta. É só organizarem os grupos. Façam suas apostas senhoras e senhores, a Copa do Mundo vai começar!!



Escrito por Equipe Copa a Sério às 16h13
[] [envie esta mensagem]


 
   DEFINIDOS OS ÚLTIMOS CLASSIFICADOS PARA O MUNDIAL

Por Cássio Bida de Araújo

A Europa definiu suas últimas três classificadas. Suíça, República Checa e Espanha garantiram suas presenças no mundial de 2006 nesta tarde.

Das três seleções, a que tinha a missão, em tese, mais fácil era a Espanha. Os espanhóis poderiam perder por até quatro gols de diferença que sacramentariam sua classificação para o mundial. A Eslováquia precisaria de um autêntico milagre para conseguir chegar à sua primeira Copa do Mundo. O milagre até começou a se desenhar, com o gol de Holosko aos cinco minutos do segundo tempo. No entanto, vinte minutos depois, Villa marcou para os espanhóis e garantiu a classificação da Fúria para mais um mundial.

A República Checa, que jogava em casa suas esperanças de disputar o mundial, também conquistou vantagem importante após a primeira partida. Com a vitória por 1 a 0 fora de casa, os checos só precisariam empatar para conquistar a tão sonhada vaga para o mundial. Já os noruegueses precisavam vencer a todo custo para se classificarem. No entanto, Tomas Rosicky marcou o único gol do jogo a favor dos checos, classificando os donos da casa para o seu primeiro mundial.

Agora a disputa mais emocionante ficou por conta das seleções da Suíça e da Turquia. Os turcos precisariam vencer por três gols de diferença para conquistarem a vaga. Já a Suíça poderia até perder pela desvantagem de um gol que comemoraria a classificação para o mundial da Alemanha.

Os turcos precisavam da vitória, mas tomaram um grande susto logo no início. Com um minuto de jogo é marcado um pênalti para a Suíça. O atacante Alexander Frei converteu a cobrança e abriu os trabalhos em Istambul. Os turcos, então, partiram para a pressão e conseguiram o empate aos vinte e dois minutos com Sanli. O mesmo Sanli virou o jogo a favor dos turcos aos trinta e seis da primeira etapa.

Após a volta do intervalo, a Turquia seguiu pressionando e conseguiu um pênalti logo aos sete minutos. Necati converteu e fez o terceiro. Faltava apenas um gol para os turcos garantirem presença na Alemanha ano que vem. No entanto, a pressão esbarrava na defesa dos visitantes, que pouco se arriscavam e jogavam só nos contra-ataques.

E foi num deles que Streller, aos trinta e nove minutos do segundo tempo, marcou o segundo gol da Suíça. A classificação suíça, que era dada como certa, ganhou ares de drama quando Sanli, o nome do jogo pelo lado turco, marcou o quarto gol dos donos da casa aos quarenta e quatro minutos do segundo tempo. No entanto, o sufoco turco no final não deu resultado e a Suíça conquistou a classificação para a Copa.

Com os resultados definidos, confira os 32 classificados para a grande festa do futebol mundial:

Europa

Alemanha (sede), Ucrânia (estreante), Holanda, Polônia, Inglaterra, Croácia, Itália, Portugal, Suécia, Sérvia e Montenegro(estreante), França, Suíça, República Checa(estreante) e Espanha

Ásia

Japão, Irã, Coréia do Sul e Arábia Saudita

Américas do Norte e Central

Estados Unidos, México, Costa Rica e Trinidad e Tobago(estreante)

América do Sul

Brasil, Argentina, Paraguai, Equador

África

Togo(estreante), Angola(estreante), Costa do Marfim(estreante), Gana(estreante) e Tunísia

Oceania

Austrália

O sorteio dos grupos acontecerá no dia 09 de dezembro, na cidade de Leipzig na Alemanha. Amanhã farei uma análise mais descontraída e longa sobre os últimos classificados, quem ficou de fora e a expectativa para o sorteio dos grupos.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 19h36
[] [envie esta mensagem]


 
   OCEANIA SE GARANTE NA COPA DO MUNDO. NO JOGO DAS INCÓGNITAS, DEU TRINIDAD E TOBAGO

Por Cássio Bida de Araújo

Os cinco continentes estarão devidamente representados na próxima Copa do Mundo em 2006 na Alemanha. Dois classificados já estão definidos e mais três sairão até o final da tarde.

Pela manhã aqui no Brasil, jogaram Austrália e Uruguai. Os uruguaios só precisavam do empate para se classificarem para o mundial, ao passo que os australianos precisariam vencer a todo custo para manterem suas esperanças.

Com isso, a Austrália partiu com tudo e, aos 34 minutos do primeiro tempo, o esforço foi recompensado com o gol de Bresciano, aproveitando a furada do craque Kewell. Como a primeira partida havia terminado em 1 a 0 a favor dos sul-americanos, caso o placar se repetisse a disputa da vaga iria para a prorrogação. Novo empate na prorrogação e a disputa da vaga iria para os pênaltis.

E foi o que aconteceu. Nas cobranças, melhor para os australianos que converteram quatro dos cinco pênaltis. Já os uruguaios não converteram duas cobranças, batidas por Rodriguez e Zalayeta e defendidas brilhantemente pelo goleiro australiano Schwarzer, um dos destaques da classificação. O veterano Aloisi foi o responsável por converter o pênalti da classificação australiana para o mundial.

Com a vitória a Oceania volta a ter um representante no maior evento do futebol, fato que não acontecia desde 1982 quando a Nova Zelândia disputou o mundial na Espanha. Por outro lado, o Uruguai é o único campeão mundial a ficar de fora da Copa do Mundo.

A outra vaga saiu do jogo das incógnitas. Bahrein e Trinidad e Tobago se enfrentaram em Manama, capital do país asiático. A primeira partida havia terminado empatada em 1 a 1 e um empate sem gols garantiria o Bahrein como classificado. À seleção da América Central, só restava vencer.

O gol da classificação dos centro-americanos saiu aos 4 minutos do segundo tempo e foi marcado por Dennis Lawrence. Com a vitória Trinidad e Tobago junta-se à lista de estreantes na Copa do Mundo e realiza um feito histórico: pela primeira vez a CONCACAF contará com quatro representantes na Copa do Mundo, o mesmo número da América do Sul e da Ásia.

Mais três seleções classificadas serão conhecidas até o final da tarde. Os europeus fazem os jogos de volta. República Checa e Noruega, Turquia e Suíça, Eslováquia e Espanha definem quem serão os últimos classificados para o mundial de 2006. A análise sobre os classificados e sobre quem ficou de fora será amanhã. Até lá!



Escrito por Equipe Copa a Sério às 16h21
[] [envie esta mensagem]


 
   COMENTANDO OS JOGOS DE IDA DA REPESCAGEM

Por Cássio Bida de Araújo

 

            A sorte dos jogos de ida foi definida neste sábado. Com as partidas realizadas, não ocorreram maiores surpresas, pelo menos no que diz respeito aos palpites que passei no blog.

            A maior surpresa, aos meus olhos, que aconteceu na rodada foi a vitória da Suíça sobre a Turquia. Jogando em casa, os suíços se aproveitaram da vantagem de jogar diante de seu público e venceram os atuais terceiros colocados do mundo por 2 a 0, com gols de Senderos e Behrami, levando assim grande vantagem para o jogo da volta em Istambul. Se os turcos quiserem ir ao mundial da Alemanha, precisam vencer em casa por, no mínimo, três gols de diferença.

            Quem também aproveitou, e muito bem diga-se de passagem, a vantagem de jogar em casa foi a Espanha que não tomou conhecimento da fraca seleção da Eslováquia. Um sonoro 5 a 1, com destaque para Luís Garcia que marcou três gols na partida. Os outros gols espanhóis foram marcados por Morientes e Fernando Torres. A Eslováquia descontou com Nemeth. Agora os espanhóis só não vão para o mundial se perderem por cinco gols de diferença. Se antes do jogo de ida eu achava difícil a Espanha ficar de fora do mundial, agora com essa vantagem toda...

            No outro jogo da repescagem européia, a República Checa deu um passo importantíssimo rumo à Copa do Mundo ao vencer a Noruega, em Oslo, por 1 a 0 com gol de Smicer. Os checos agora precisam apenas empatar para se classificarem para o seu primeiro mundial. À Noruega resta vencer por dois gols de diferença, ou mesmo por um gol contanto que o placar seja de 2 a 1 em diante. Na repescagem européia o gol fora de casa conta como critério de desempate.

            No confronto entre Uruguai e Austrália, os sul-americanos saíram na frente ao vencerem em casa pelo placar de 1 a 0, com gol marcado por Dario Rodriguez. Na partida de volta, os uruguaios jogam pelo empate para conquistar a vaga, enquanto os australianos precisam vencer por dois gols de diferença para se classificarem para o mundial.

            E na partida das incógnitas, Trinidad e Tobago e Bahrein ficaram no empate em 1 a 1. Salman marcou para os visitantes e Birchall empatou o jogo. Na volta, em partida a ser realizada na Ásia, o Bahrein joga por um 0 a 0 para se classificar para o mundial. Em caso de empate por 1 a 1, a vaga será disputada nos pênaltis. 2 a 2 pra frente, classifica Trinidad e Tobago. E, evidentemente, quem vencer leva a vaga.

            Todos os jogos de volta serão realizados na próxima quarta-feira, dia 16. Aí sim saberemos os últimos cinco países classificados para a grande festa do futebol mundial. E tudo sobre os classificados, a análise de quem ficou com as vagas, você confere aqui na quinta-feira. Até lá!



Escrito por Equipe Copa a Sério às 21h54
[] [envie esta mensagem]


 
   RESULTADOS DA IDA DA REPESCAGEM

Por Cássio Bida de Araújo

Eis me aqui novamente para mostrar os resultados dos jogos de ida da repescagem das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006. Os jogos de volta acontecem na próxima quarta-feira, dia 16. Confiram os resultados. Segunda-feira eu volto para analisar as partidas de ida.

Espanha 5 x 1 Eslováquia

Noruega 0 x 1 República Checa

Suíça 2 x 0 Turquia

Uruguai 1 x 0 Austrália

Trinidad e Tobago 1 x 1 Bahrein



Escrito por Equipe Copa a Sério às 22h40
[] [envie esta mensagem]


 
   EXPECTATIVAS NA SEMANA DA REPESCAGEM

Por Cássio Bida de Araújo

Nessa semana, mais precisamente no sábado, estará começando a fase de repescagem nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006. Será a última chance para 10 seleções tentarem conquistar o direito de disputar o torneio mais importante do futebol mundial.

Eslováquia, Espanha, República Checa, Noruega, Suíça, Turquia, Trinidad e Tobago, Bahrein, Uruguai e Austrália estarão brigando pelas cinco vagas restantes para a grande festa do futebol mundial. Já coloquei meu ponto de vista sobre os favoritos para conquistar a vaga (leiam o post abaixo), mas ainda há que se dizer algumas coisas sobre o assunto.

Senão vejamos: inevitavelmente teremos mais um estreante no mundial que sairá do confronto entre Bahrein e Trinidad e Tobago. Já são cinco estreantes no total, um número extremamente alto para um torneio de alto nível como este. Por um lado é bom, comprova o surgimento de novas forças. Por outro, ficamos cheios de incógnitas para a seqüência da competição. Ninguém sabe palpitar, por exemplo, como será o desempenho dos africanos no mundial. Mas isso é assunto para outra conversa, quando tudo estiver definido, quando os 32 representantes da festa principal do futebol estiverem já todos conhecidos.

Continuando a análise: fico surpreso ao ver a Espanha, presença tradicional nos últimos mundiais, estando nessa fase. É fato que os espanhóis não têm um time do outro mundo dentro do continente europeu, embora tenham o campeonato mais caro e "estrelado" do planeta ao lado do italiano. Mas o certo é que a Espanha sempre foi carente de grandes talentos na bola. Não lembro de nenhum nome da Copa de 1986, mas posso citar, de 90 pra cá, poucos nomes como o goleiraço Zubizarretta, o meia talentoso e guerreiro Luís Henrique, os matadores Raúl, Morientes e, mais recentemente, Tristán. Fora esses, alguém se lembra de mais algum bom jogador revelado pelos espanhóis? Sinceramente, eu não lembro. Os espanhóis sequer chegaram a uma semifinal de Copa até hoje. Bateram na trave em 1994 e em 2002, mas foram prejudicados tanto pela falta de sorte, como pela arbitragem. E nos dois jogos (não que a expulsão do Canavarro depois da cotovelada no Luís Henrique contra a Itália em 1994 fosse mudar muita coisa – na ocasião, a Espanha já estava perdendo por 2 a 1, mas aquele gol de ouro anulado contra os coreanos na prorrogação...). Explica, mas não justifica a má sorte espanhola. Que a Eslováquia não tenha um time tão "rico" em talentos como a Espanha, isso é verdade. Mas não ficaria surpreso se os espanhóis fossem vítimas da má sorte.

Não espero muito de Noruega e Suíça. Embora os noruegueses gostem de surpreender e sempre jogam muito bem em Oslo (não só pelo "talento", mas principalmente pelo péssimo gramado), não acredito que eles possam desbancar os favoritos Checos. Bem como os suíços não sejam capazes de bater os turcos. Mas em futebol, tudo é possível. Tudo mesmo.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 10h32
[] [envie esta mensagem]


 
   DEFINIDOS OS JOGOS DA REPESCAGEM EUROPÉIA

Por Cássio Bida de Araújo

Em sorteio realizado hoje na cidade de Zurique, Suíça, foram definidos os jogos da repescagem européia que revelarão mais três seleções classificadas para o mundial da Alemanha.

Espanha e Eslováquia, Noruega e República Checa, Suíça e Turquia. Esses serão os jogos que definirão mais três classificados para a Copa do Mundo do ano que vem. As três partidas acontecem nos dias 12 e 16 de novembro. Eslováquia, República Checa e Turquia têm a vantagem de jogarem a partida de volta em casa.

Os sobreviventes de cada uma dessas partidas se juntarão aos vencedores das repescagens CONCACAF x Ásia e Oceania x CONMEBOL, além das outras 27 seleções já classificadas para o torneio.

Opinião sobre os jogos das repescagens:

Bem, não costumo palpitar em partidas desse gênero, mas lá vai.

Na repescagem CONMEBOL x Oceania (Leia-se Austrália), tudo leva a crer que, mais uma vez, o Uruguai sairá vencedor desse confronto, mesmo com a "vantagem" dos australianos jogarem a segunda partida em casa. O futebol australiano evoluiu, tudo bem, mas ainda não apresenta aquela força para derrotar uma seleção sul-americana nesse estilo de repescagem. Não é à toa que, a partir do mundial de 2010, a Austrália disputará as Eliminatórias com as seleções do continente asiático. Grande chance de conquistar a classificação de maneira direta para o mundial e chance maior ainda para os sul-americanos em matéria de repescagem. E pensar que Sepp Blatter ainda queria dar uma vaga para a Oceania "de graça", fala sério...

Uma coisa boa que vai acontecer caso o Uruguai se classifique para o mundial: pela primeira vez desde a Copa de 1990 (Se não me falha a memória) todas as seleções que já conquistaram Copas do Mundo estarão reunidas em campo. Vai ser uma festa boa, apesar do "baixo" nível de seleções que estarão em campo. São muitas incógnitas para um torneio só.

Prova disso é a disputa entre CONCACAF e Ásia por uma das vagas. Alguém aí já ouviu falar na seleção do Bahrein? Confesso que só me dei conta da existência desse pequeno país asiático a partir do ano passado, quando a Fórmula 1 passou a mandar corridas por lá. No mais, não me lembro de qualquer tradição dessa seleção nos campos de futebol. Quanto mais de Trinidad e Tobago, que, segundo algumas fontes, certa vez levou de 8 do Brasil numa partida. Só não lembro dizer se essa era oficial ou não. Bem, contanto que uma delas caia na nossa chave no sorteio, tá bom demais...

E por falar em sorteio, com a definição dos jogos da Europa só dou "certeza" de uma seleção classificada. Entre Espanha e Eslováquia, aposto muito mais minhas fichas na Espanha. Se bem que, em se tratando de repescagem, tudo pode acontecer. Na Eliminatória passada, todos davam como certa a classificação da República Checa e eles ficaram no caminho justo na repescagem. Outra vez os Checos correm o risco de terem a mesma sorte, já que enfrentam a Noruega, tradicionalmente um adversário indigesto. Principalmente quando joga em Oslo. A seleção brasileira que o diga.

Fato inédito: pela primeira vez depois da separação, República Checa e Eslováquia podem voltar juntas para uma Copa do Mundo. A última vez que essas repúblicas participaram juntas de um mundial foi em 1990, quando ainda eram unidas em um país: a Checoslováquia. Que foi até bem naquele mundial, parando apenas nas quartas de final ao serem derrotados pelos alemães por 1 a 0. Os checos herdaram o bom futebol da república duas vezes vice campeã mundial. Tomara que eles passem, até mesmo em reconhecimento de craques como Koller, Baros e, principalmente, Pavel Nedved.

A outra partida é também um jogo de vida ou morte. Suíça e Turquia decidem sua sorte em dois jogos. Entre suíços e turcos ainda não tenho um favorito. Os turcos foram terceiros no último mundial e a Suíça não disputa uma Copa desde 1994. Será uma partida de muita briga e muita raça. Outro fato curioso: caso a Turquia se classifique, será a primeira vez, desde a Copa de 1986, que os quatro primeiros colocados do torneio anterior disputam a competição no ano seguinte. Brasil, Alemanha e Coréia do Sul já garantiram suas presenças. Só faltam os turcos.

Enfim, depois dos resultados e, principalmente, do sorteio dos grupos é que poderemos ter uma idéia dos favoritos ao título. É esperar pra ver!!!



Escrito por Equipe Copa a Sério às 15h01
[] [envie esta mensagem]


 
   NA EUROPA, MAIS TRÊS CLASSIFICADOS. ÁSIA, CONCACAF E CONMEBOL DEFINEM QUEM FAZ A REPESCAGEM

Por Cássio Bida de Araújo

Eis me aqui novamente no Copa a Sério, para contar o andamento da última rodada das Eliminatórias na Europa, nas Américas e a repescagem na Ásia. Vamos ao que interessa então:

Europa: França, Sérvia e Montenegro e Suécia também se garantem. Seis seleções ainda sonham com as outras vagas.

Na Europa, ontem foi dia de definições na busca por uma vaga na Copa do Mundo do ano que vem. A maioria das chaves já tinha primeiro colocado definido, apenas os grupos 4 e 7 ainda não tinham definido os seus campeões.

Na chave 4 a seleção francesa, liderada por Zinedine Zidane, não tomou conhecimento do Chipre em casa e goleou por 4 a 0, garantindo participação no mundial. No jogo da rodada que poderia até dar a vaga para o vencedor, Irlanda e Suíça ficaram no empate sem gols em Dublin. Com o resultado, a Suíça garantiu a segunda colocação na chave e uma vaga na repescagem.

No grupo 7, os espanhóis precisavam golear San Marino e torcer por um tropeço da Sérvia e Montenegro em casa diante da Bósnia. Os espanhóis fizeram, e bem, a parte deles vencendo por 6 a 0. Mas não contavam com o resultado positivo a favor de Sérvia e Montenegro que venceu por 1 a 0 e conquistou o direito de disputar o mundial de 2006, sem precisar passar pela repescagem.

Quem também garantiu sua classificação foi a Suécia que venceu a Islândia por 3 a 1 em Estocolmo. Com o segundo lugar na chave, os suecos obtiveram pontuação suficiente para conquistar sua vaga no mundial como um dos melhores segundos colocados do torneio. A outra vaga por esse critério ficou para a Polônia.

Para explicar para os blogonautas como funciona o critério de classificação, os melhores segundos colocados são definidos pela média de pontos nos jogos realizados. Confira as médias dos respectivos segundos colocados nos grupos:

Rep. Checa: 2,25

Turquia: 1,92

Eslováquia: 1,92

Suíça: 1,80

Noruega: 1,80

Polônia: 2,40

Espanha: 2,00

Suécia: 2,40

Com isso, suecos e poloneses garantiram suas respectivas vagas no mundial. República Checa, Turquia (que venceu a Albânia fora de casa, garantindo sua vaga na respescagem), Eslováquia, Noruega, Suíça e Espanha se enfrentam nos dias 12 e 16 de novembro para disputar as três vagas restantes. Os confrontos serão definidos por sorteio que será realizado amanhã.

CONCACAF: Trinidad e Tobago vence o México e ainda sonha com o mundial

Trinidad e Tobago ainda manteve suas chances de disputar o mundial na Alemanha ao vencer o México por 2 a 1. Com o resultado Trinidad e Tobago conquistou a quarta colocação e vai disputar com o Bahrein o direito de disputar a Copa do Mundo nos dias 12 e 16 de novembro.

Bahrein e Uzbequistão empataram sem gols em Manama, capital do Bahrein. Como o Bahrein empatou em 1 a 1 no primeiro jogo, e os gols fora de casa contam como critério de desempate, o Bahrein garantiu sua chance na repescagem.

Bahrein e Trinidad e Tobago se enfrentam em dois jogos. O primeiro jogo será em Port Of Spain dia 12 de novembro e o jogo da volta será em Manama no dia 16 do mesmo mês.

CONMEBOL: Uruguai vence a Argentina, joga as suas fichas contra a Austrália e ainda ajuda o Brasil a conquistar o primeiro lugar

Na briga pela quinta colocação mantinham suas esperanças vivas as seleções do Chile, Colômbia e Uruguai. Entre as três, os uruguaios, em tese, tinham a missão mais simples. Bastava a celeste olímpica vencer a Argentina, já classificada, em casa e aí a quinta colocação estaria garantida. Colômbia e Chile dependiam de combinações de resultados.

O Chile deu adeus às suas chances ao empatar sem gols com o Equador. A Colômbia fez a parte dela, vencendo o Paraguai fora de casa por 1 a 0. Mas o Uruguai venceu a Argentina em casa por 1 a 0 e garantiu a quinta colocação nas Eliminatórias, garantindo assim sua vaga para disputar a repescagem contra a Austrália. O primeiro jogo será em Montevidéu dia 12 de novembro e a partida de volta acontecerá dia 16 de novembro em Sidney.

Com o resultado em Montevidéu, bastava o Brasil vencer a Venezuela para garantir a primeira colocação nas Eliminatórias Sul-Americanas. O Brasil, jogando em Belém, fez uma boa apresentação e venceu os venezuelanos por 3 a 0, garantindo o primeiro lugar. No outro jogo do torneio, o Peru venceu a Bolívia por 4 a 1.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 19h24
[] [envie esta mensagem]


 
   MAIS DEFINIÇÕES NAS ELIMINATÓRIAS

Por Cássio Bida de Araújo

Para acompanhar o desenrolar das Eliminatórias Européias, vá até o post abaixo.

Continuamos aqui o relato das classificações. Agora vamos falar de Ásia, CONCACAF, Conmebol e África.

Ásia: Anfitriões do último mundial garantem presença. Arábia e Irã também vão. Uzbequistão e Bahrein disputam repescagem e sonham com quinta vaga.

A Ásia definiu cedo a sorte dos classificados. Os primeiros e segundos colocados das duas chaves garantiram presença no mundial.

No grupo A, Arábia Saudita e Coréia do Sul carimbaram o passaporte para o mundial. No grupo B, o Irã volta a disputar uma Copa depois de 1998 e o Japão, comandado pelo brasileiro Artur Antunes Coimbra, o Zico, vai para o seu terceiro mundial consecutivo.

Uzbequistão e Bahrein disputam uma repescagem para saber quem vai disputar uma vaga contra o quarto colocado da CONCACAF. A disputa começou recheada de bastante polêmica. A primeira partida teve de ser remarcada por conta de um erro grotesco da arbitragem. Um pênalti foi marcado a favor do Uzbequistão, que vencia por 1 a 0, e convertido. Houve invasão na área no momento da cobrança e o juiz, ao invés de mandar voltar a cobrança, deu tiro livre indireto para o Bahrein. O Uzbequistão protestou na FIFA e a partida foi remarcada e jogada no dia 08. No novo confronto, empate em 1 a 1.

CONCACAF: Tudo como em 2002. México, Estados Unidos e Costa Rica garantem presença no mundial.

Na CONCACAF (Américas do Norte e Central), tudo na mesma situação de 2002. México, Estados Unidos e Costa Rica vão ao mundial na Alemanha. O México foi o primeiro a garantir a classificação para o mundial com uma campanha irretocável. Os americanos vieram no embalo e, por fim, no último sábado foi a Costa Rica, comandada pelo brasileiro Alexandre Guimarães, quem garantiu presença na Copa da Alemanha ao derrotar os Estados Unidos em casa por 3 a 0.

As atenções agora se voltam para a briga pelo quarto lugar, que dá direito a uma repescagem contra o melhor terceiro da Ásia. Guatemala e Trinidad e Tobago brigam pela última chance de tentar realizar o sonho de disputar o mundial. Trinidad leva vantagem, mas precisa vencer o México em casa para garantir a quarta posição. Caso empate, precisa torcer por um tropeço da Guatemala, que enfrenta a já classificada Costa Rica também em casa. Para os guatemaltecos, só a vitória interessa.

CONMEBOL: Tudo também como em 2002. Argentina, Brasil, Paraguai e Equador são os classificados. Três seleções ainda sonham com a repescagem.

Na América do Sul, também tudo como em 2002. A Argentina garantiu a classificação antecipada ao vencer o Brasil em casa por 3 a 1, devolvendo a derrota sofrida em Belo Horizonte em 2004 pelo mesmo placar. O Brasil garantiu a vaga logo depois, com duas rodadas de antecedência (fato que não acontecia desde a Copa de 1986), ao massacrar o Chile em Brasília por 5 a 0.

No último final de semana, Paraguai e Equador garantiram presença no mundial. Os paraguaios venceram a Venezuela por 1 a 0 em Maracaibo e fizeram os venezuelanos darem adeus às esperanças de disputar uma vaga na repescagem. Já o Equador empatou sem gols com o Uruguai. Ainda assim, os equatorianos garantiram presença no seu segundo mundial consecutivo e deixaram os uruguaios muito próximos da quinta posição.

Na última rodada, Uruguai, Colômbia e Chile ainda sonham com a quinta posição e a disputa de uma vaga contra a Austrália. Os uruguaios enfrentam a Argentina em casa. A Colômbia pega o Paraguai em Assunção e o Chile recebe o Equador. Os uruguaios têm 22 pontos e dependem somente das suas forças para conquistar a quinta posição. Já Colômbia e Chile precisam da vitória e torcem por um tropeço dos uruguaios no Centenário. Ambos têm 21 pontos, mas a Colômbia leva grande vantagem no saldo de gols.

África: Quatro estreantes entre as cinco classificadas

Mas o maior destaque, em se tratando de surpresas, é o continente africano. Togo, Costa do Marfim, Angola, Gana e Tunísia serão as representantes do continente. Das cinco, apenas a Tunísia já havia disputado um mundial e vai para o terceiro consecutivo, o quarto na história. A vaga foi conquistada após um empate contra o Marrocos em casa. Mesmo com campanha invicta, os marroquinos não conseguiram superar a campanha da Tunísia que fechou com 21 pontos, contra 20 dos adversários da última rodada.

Entre as estreantes quem teve a classificação mais fácil foi Gana. Cinco pontos de vantagem para a segunda colocada e uma campanha irretocável. Os ganeses finalmente vão disputar uma Copa do Mundo, depois de fazerem sucesso em categorias de base conquistando, inclusive, dois mundiais sub-17.

Angola garantiu a classificação ao vencer Ruanda fora de casa por 1 a 0. A Nigéria, mesmo goleando o Zimbábue por 5 a 1, ficou de fora por perder no confronto direto para os angolanos. Detalhe: os nigerianos tiveram um saldo bastante superior aos angolanos.

Togo sofreu, mas conseguiu vencer o Congo fora de casa garantindo presença pela primeira vez no mundial. A ausência ficou por conta do Senegal, favorito na chave na briga pela classificação e que vinha fazendo boa campanha.

Mas a maior surpresa mesmo ficou por conta da Costa do Marfim. Precisando vencer o Sudão fora de casa e torcendo por um tropeço dos camaroneses, os marfinenses fizeram sua parte vencendo por 3 a 1. Camarões, em casa, só precisava de uma vitória contra o Egito. O jogo estava empatado em 1 a 1 e os donos da casa perderam um pênalti aos 50 minutos do segundo tempo. O resultado deixou Camarões de fora do mundial e deu à Costa do Marfim a primeira oportunidade de disputar o torneio.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 16h06
[] [envie esta mensagem]


 
   CLASSIFICADOS PARA A GRANDE FESTA

Por Cássio Bida de Araújo

Olá amigos do Copa a Sério. Perdão pelos longos meses de ausência, mas estou de volta para falar dos classificados para o mundial e a expectativa da rodada que vai decidir mais alguns classificados na Europa, que acontece amanhã.

Europa: Tradicionais voltando, se ausentando e marcando presença.

No velho continente alguns grupos já decidiram os seus classificados. No grupo 1, a República Checa, sensação da chave, perdeu a liderança para a Holanda que, depois de se ausentar na última Copa do Mundo, volta a marcar presença em mundiais. Os holandeses venceram os checos no último sábado em Praga por dois a zero. O resultado deu um fôlego aos romenos que chegaram aos 25 pontos, um a mais que os checos. Acontece que a Romênia já encerrou sua participação na Eliminatória e torce para um tropeço da República Checa na última rodada para tentar garantir sua presença na repescagem.

No grupo 2, a Ucrânia garantiu sua vaga e foi a primeira seleção do continente a garantir presença no mundial. Os ucranianos já terminaram sua participação no torneio e não jogam na última rodada. Vão assistir de camarote à briga entre Turquia e Dinamarca para tentar a última vaga restante do grupo que levará uma das duas seleções à repescagem. Os turcos enfrentam a Albânia e a Dinamarca pega o Cazaquistão. Os turcos tem 20 pontos, um a mais que os dinamarqueses. Os gregos, atuais campeões europeus, vêm logo atrás com 18 e, matematicamente, ainda têm chances de chegar ao segundo lugar. Para isso, precisam vencer a Geórgia em casa e torcer por tropeços de turcos e dinamarqueses.

No grupo 3 Portugal, comandada por Luís Felipe Scolari, garantiu presença no mundial ao vencer a fraca equipe de Liechenstein, de virada, por 2 a 1. Na última rodada a briga será para quem vai conquistar o segundo lugar da chave. Eslováquia e Rússia jogam em Bratislava. Ambas as seleções têm 22 pontos, mas os eslovacos levam vantagem no saldo de gols e, por isso, jogam por um empate para conquistar o direito de disputar a repescagem. Para a Rússia é vencer ou vencer.

A França passou de zebra à favorita na briga pela classificação no grupo 4. Tudo por conta da volta de Zinedine Zidane. O craque do Real Madrid, que já tinha até anunciado sua aposentadoria da seleção voltou para ajudar le bleus a conquistar a vaga para a Copa. E deu certo. A França, nos três últimos jogos, venceu dois e empatou um, o que deu novo fôlego aos campeões de 98. A França enfrenta a fraca seleção de Chipre na última rodada e depende das suas próprias forças para chegar ao mundial. A chave é liderada momentaneamente por Israel que tem 18 pontos, mas já cumpriu os 10 jogos. A briga pelo segundo lugar será entre Suíça e Irlanda que jogam em Dublin. Quem vencer garante presença, pelo menos, na repescagem. Em caso de empate, a Suíça leva. Grupo quente para acompanhar!!

No grupo 5 a Itália garantiu presença no mundial ao vencer a Eslovênia em casa por 1 a 0. A Noruega está quase garantida na repescagem. Para isso só precisa empatar com a Bielo-Rússia na última rodada fora de casa. A Eslovênia depende de um milagre para ir à repescagem. Precisa vencer a Escócia em casa e torcer para a Noruega ser goleada. A Noruega está com a faca e o queijo na mão.

O único grupo europeu já definido é o grupo 6. Nele Polônia e Inglaterra já garantiram matematicamente suas classificações. A Polônia não entrou em campo no final de semana, mas venceu seu último compromisso contra o País de Gales o que assegurou a sua classificação. Os ingleses garantiram presença ao derrotar a Áustria em casa por 1 a 0.

No grupo 7 a briga vai ser boa. Três seleções têm possibilidades. Sérvia e Montenegro lidera a chave com 19 pontos e joga em casa contra a Bósnia-Herzegovina, terceira colocada com 16. A Espanha joga fora de casa contra San Marino. Os espanhóis, vice líderes com 17 pontos, só precisam de uma vitória para assegurar, no mínimo, o segundo lugar da chave e uma vaga na repescagem. Lituânia e Bélgica, já eliminadas, apenas cumprem tabela na rodada.

Por fim, o grupo 8 já tem a briga definida. Croácia e Suécia lideram a chave. A Croácia já está classificada e a Suécia também pode garantir presença na próxima rodada. É só vencer seu próximo compromisso contra a Islândia em Estocolmo.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 16h05
[] [envie esta mensagem]


 
   Dispensar ou não dispensar... eis a questão!!!!

A polêmica da vez é o tal pedido de dispensa do Ronaldo ex- Cicarreli (será ex mesmo??? Dizem os fofoqueiros de plantão que eles estão voltando... bom problemas deles... ou solução sei lá...)

Vamos pro que interessa... A situação é a seguinte: Ronaldo quer curtir suas férias, só que teremos pela frente a Copa das Confederações, então... ele quer ser dispensado pois não tem férias a 2 anos... O problema é que a CBF, junto com o “manda-chuva” Parreira não gostaram muito da idéia... O técnico da seleção até falou que ele também adoraria participar só da Copa do Mundo...
Enfim... a galera por lá não estão falando a mesma língua... problemas... problemas à vista...

Gente, cá pra nós... o que é mesmo a Copa das Confederações hein?? Que importância ela tem hein?? Bom... pra mim nenhuma... Ao meu ver é mais uma dessas competições pra CBF encher o bolsinho de grana... Que só interessa a quem?? A própria CBF e aos patrocinadores, que querem as grandes estrelas lá... Por isso essa pressão de querer as “estrelas” lá....

Pra que chamar esses jogadores todos já consagrados hein?? Diz eles que é pra entrar com força total na competição (como se essa competição fosse grande coisa!!) Porque não dá chance aos jogadores que estão aí brilhando, só que não tem muitas chances na seleção hein?? Pra testar mesmo... essa sim seria a oportunidade... Mas como esses “desconhecidos” não interessam mesmo aos milionários patrocinadores... então a solução é tirar as férias dos jogadores que jogam na Europa mesmo...

Eles vêm de uma temporada super desgastante, e ainda por cima não terem férias... Quero só ver eles chegarem “inteiros” na Copa do Mundo, no próximo ano... Ah! E creio eu que todos tem direito a férias... ou não??!!

Anna Paula Marcela


Escrito por Equipe Copa a Sério às 14h04
[] [envie esta mensagem]


 
   SELEÇÃO: PROCURA-SE UM ADVERSÁRIO DESESPERADAMENTE

Por Cássio Bida de Araújo

É rir pra não chorar, mas é verdade. A Rede Globo irá comemorar no final do mês de abril seus 40 anos de vida e para comemorar nada melhor que um amistoso envolvendo a seleção brasileira, não é mesmo?

Pois é, o amistoso pode até sair, mas falta um detalhe: o adversário. O primeiro plano era de enfrentar a Argentina no Morumbi, local onde será disputado o amistoso (se é que ele vai sair). José Pekermann, técnico portenho, recusou o convite e, dias depois, foi prontamente anunciado o amistoso contra o Uruguai, último adversário do Brasil nas Eliminatórias. O técnico uruguaio também "deu o fora" e, no dia seguinte, foi anunciado como adversário o Equador.

Parecia que o amistoso iria finalmente sair, Parreira chegou a anunciar que a lista de convocados sairia na próxima segunda-feira, mas (e como sempre em toda história existe um mas) hoje saiu uma nota da Federação Equatoriana de Futebol cancelando o compromisso.

É, não está fácil de se arranjar uma seleção que queira jogar contra o Brasil nesse dia. E não é nenhuma data FIFA, pra começo de conversa. Ou seja, os clubes estrangeiros não teriam a obrigação de liberar os "craques" brasileiros para esse amistoso. Ou seja, pela primeira vez veríamos uma seleção livre de "medalhões" como Ronaldo, Ronaldinho, o , Cafu, Juan, Lúcio entre outros que a torcida tanto critica. A seleção seria formada apenas por jogadores que atuam no Brasil (ou pelo menos em sua grande maioria, é o que se espera) e não deixaria de ser um teste para futuras convocações tanto para as Eliminatórias como para a Copa das Confederações que já está chegando e será na Alemanha, terra da próxima Copa.

Do jeito que as coisas andam, deixo minha sugestão à CBF: eu tenho um time de amigos que estudaram comigo no CEFET e no cursinho pré-vestibular que fiz ano passado que estão louquinhos pra jogar essa pelada (que, cá entre nós, um amistoso fora da data FIFA e por uma causa tão "nobre" não deixa de ser uma pelada, não é mesmo?) com o timinho do Parreira. O jogo poderia até sair, mas só teria um problema: chamar os "convocados" e ver quais deles topariam essa loucura. Eu mesmo, que sou goleiro por paixão e herança familiar (meu avô foi goleiro no futebol amador, meu pai joga no gol, meu tio e o meu primo também são da posição. Detalhe: nunca nenhum deles jogou profissionalmente), não faria essa loucura. Alguém sugere algum adversário para enfrentar a nossa seleção? Deixe sua opinião nos comentários.



Escrito por Equipe Copa a Sério às 10h30
[] [envie esta mensagem]


 
   Não às cadeiras cativas!!!!

Olá pessoal !! Aqui estou eu de volta pra falar não sobre o jogo da seleção contra o Uruguai especificamente... mas pra algo que me chamou a atenção nesses últimos jogos da seleção (contra o Peru e o próprio Uruguai). É um questionamento proposto graças às atitudes do próprio Parreira... Afinal deve ou não existir a chamada “cadeira cativa” na seleção???

Pro Parreira sim... tanto que está ocorrendo isso e não é de hoje... Vemos vários jogadores que não estão no seu melhor momento e estão lá com sua vaga garantida na seleção...
E sabe-se lá até quando!!!!???

Bem... eu sinceramente acho que não deve existir esse papo de cadeira cativa nem na seleção e nem em time algum...
Está certo que no caso da seleção muito deles, leia-se aqui principalmente o Ronaldo “Fenômeno”... (que de Fenômeno ultimamente ele tem sido só no nome...) fizeram muito pela seleção... É incontestável que graças a sua boa atuação e seus gols na Copa de 2002 conquistamos o penta.... e que não podemos esquecer de toda a sua história dentro da seleção...

Mas no meu ponto de vista o jogador deve estar na seleção por aquilo que ele está fazendo no momento e não pelo seu passado... (por mais brilhante que seja)
Se este jogador não está rendendo tudo aquilo que se espera dele por que não tirá-lo e colar outro em melhor forma e condições pra jogar???

Pois até onde eu sei... como o nome mesmo já diz... na seleção são selecionado os melhores... Os que estão em melhores condições físicas, psicológicas e técnicas no momento... Ou não????

Anna Paula Marcela


Escrito por Equipe Copa a Sério às 18h00
[] [envie esta mensagem]


 
   Joguinho sem graça....

Assim foi mais um jogo do Brasil pelas eliminatórias... o time brasileiro sofreu pra conseguir o magro 1x0 contra o “Grande” Peru...
Foi pura sorte mesmo sair o golzinho do Kaká...

O jogo tava tão sem graça que eu confesso a vocês que não tive paciência pra ver o jogo os 90 minutos... (Toda hora eu levantava e procurava algo mais interessante pra fazer... procurava algo pra comer... até dormir eu dormi um pouco... tão horrível estava o jogo...) Nem os atributos físicos do Kaká me mantiveram acordada... (até porque eu não sou uma kakazete...)

Ah! Eu já disse pra vocês né? Que é pra isso que os jogos da Seleção servem... pra me fazer dormir... Se você tiver com insônia caro leitor é tiro e queda...
Vejam um “jogo” do Brasil que é sono garantido... Eu recomendo!!!

Olha muitos defendem a seleção dizendo que o importante é o resultado... os 3 pontos e todo esse blá blá blá... E ainda dizem que é impossível mostrar show de bola pois os carinhas não tem entrosamento, devido o curto espaço de tempo pra treinar... Ah! Façam-me mil favor... Que papinho manjado!!! E porque as outras seleções que também não tem tempo pra treinar conseguem fazer bons resultados??? E tem outra coisa... uma seleção com tantas estrelas (estão mais pra cadentes!!!!) tem obrigação de jogar pelo menos com vontade, que na minha opinião faltou muito nesse jogo...

E a desculpa do calor... Ah! Essa foi de rolar de rir... Quer dizer que as “estrelas” que vivem na Europa se desacostumaram com o calor brasileiro... (Quanta frescura!!!! Queria ver as “madames da seleção” aqui em Teresina... com um sol de 40 graus à sombra e no mínimo viu??? Essas criaturas não sabem mesmo o que é calor!!!)
O que custa admitir que não jogaram nada??? Mania mais besta de botar culpa nas condições climáticas... Antes era a altitude... agora é o calor!!??
A próxima desculpa vai ser o que??? A chuva??? O frio??? O vento???

E a puxação de saco pra cima do “Fenômeno”??? Que horror.... dizendo que o carinha sempre terá lugar na seleção... e que temos que ter paciência.. que ridículo!!! Se o cara não está jogando nada... tira ele pow!!!!!!!!!
Ou será que o Barreira não tem peito pra barrar ele???????? Tenho certeza que não.... Assim como não tem de tirar tantos outros que não estão jogando nada... Como o Roberto Carlos, o Gaúcho... e tantos outros...

Anna Paula Marcela

Escrito por Equipe Copa a Sério às 01h26
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO
 11/12/2005 a 17/12/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005



OUTROS SITES
 Blogger de uma São Paulina
 Blog do Cássio
 Blog Elektra
 BOL - E-mail grátis
 Cyres Futebol and Business
 Drible!
 Gol de Letra
 Na Trave!
 Página Oficial da Copa 2006
 UOL - O melhor conteúdo


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!